Cuidados com as orquídeas em cada estação do ano

Quais seriam os cuidados com as Orquídeas em cada estação do ano?

As estações do ano estão relacionadas intimamente ao ciclo anual das plantas, desde a semeadura até a colheita. A primavera é a época do plantio e da germinação, já durante o verão as plantas crescem e se tornam maduras para finalmente no outono serem colhidas.

Iluminação, temperatura, umidade – Leia também – Onde colocar suas orquídeas? – são os fatores  principais que mudam ao longo do ano e possuem uma influência muito grande em sua orquídea, sendo assim, precisamos levar em consideração as particularidades de cada estação para adequar a quantidade de luz e água que oferecemos a nossa flor.

Cuidados com as orquídeas em cada estação do ano:

Cuidados com as orquídeas na Primavera

A  primavera é sem dúvidas o momento especial para as flores, elas parecem sentir a chegada da primavera muito antes de as pessoas se darem conta.
Aliás, você já percebeu como as flores em geral são criaturas sensíveis?

Com as orquídeas não é diferente e já nos primeiros sinais de mudança de temperatura e aumento da luminosidade as orquídeas começam a brotar.

O aparecimento de brotações de folhas novas ou flores constitui o primeiro sinal que as plantas enviam para que você volte a dedicar-lhes atenção e cuidados especiais, de maneira a auxiliar o desenvolvimento das plantas.

Lembre-se que a quantidade de luz que a planta recebe aumenta na primavera, tanto por causa da mudança da posição do sol, quanto pelo número de horas que o sol está presente!

Ponha muita atenção para evitar queimaduras solares das folhas e dê sombra as plantas quando necessário.

Como é o tema da água na primavera?

A primavera é um dos momentos mais difíceis de saber quando regar a orquídea. Mantenha uma nota na sua agenda de quando regar e fertilizar.  É quase impossível manter um calendário por causa do número de dias nublados na primavera.

À medida que as plantas desenvolvem um novo crescimento, suas necessidades de água aumentam. Assim que os dias vão se tornando mais longos e a temperatura aumenta, todos os vegetais iniciam uma atividade muito maior na transformação de seus nutrientes e começam a desprender mais água pelas folhas. Por isso, nessa época as plantas exigem regas frequentes.

Cuidados com as orquídeas no Verão

O verão é um momento delicado, pois, as plantas estão em seu ápice de atividade e exigem atenção redobrada.

Altas temperaturas e forte luminosidade devem ser preocupações constantes para manter sua orquídea em um ambiente adequado.

Com o aquecimento do clima, é preciso aumentar a frequência de rega, conforme necessário.

Se você tiver levado suas orquídeas para fora no verão não deixe de conferir os vasos todos os dias. Uma sugestão muito boa é aprender a ver o peso do vaso após ter sido regado e o peso dele seco. Esta é uma maneira simples de saber se as plantas precisam de água.

Cuidados com as orquídeas no Outono

Se a primavera é um momento de mudanças evidentes, não podemos dizer o mesmo do outono que vai chegando de mansinho. Principalmente no Brasil, o verão parece insistir em permanecer conosco!

O outono é um período de redução geral de atividades de sua planta, uma desaceleração que culminará no inverno. Trata-se, portanto, de um momento delicado em que a planta dever ser observada bem de perto.

Atenção com a circulação de ar!

Com as temperaturas mais frias no outono, insetos e fungos vão começar a invadir a sua plantação se você permitir.

Boa organização e circulação de ar vão ajudar a manter as coisas sob controle. É natural pensar que menos ventiladores são necessários pois a temperatura está mais baixa, porém, mantenha-os a um ritmo mesmo que inferior para desencorajar bolor e fungos. Fique atento com cochonilhas e outros insetos.

A diminuição do calor e menos horas de luz no dia fazem com que as plantas cresçam mais lentamente, portanto, precisam de menos água.

Você precisa ter muito cuidado para não regar demasiadamente.

Cuidado com as orquídeas no Inverno

À medida que os dias ficam mais curtos e o nível de luz para suas orquídeas é reduzido, as necessidades de água também serão menores.

Certifique-se, antes de molhar suas plantas, se elas realmente necessitam de água.

Evite ao máximo o excesso de água e, consequentemente, o apodrecimento das raízes.

Dica 1

Use um espeto de bambu para verificar se, alguns centímetros abaixo do meio do vaso, ainda está úmido antes de molhar e não esqueça do método de pesar, mencionado anteriormente nesse artigo.

Dica 2

É importante especialmente observar seus vasos maiores, uma vez que são os mais lentos para secar após a rega, especialmente quando está frio.

As regiões que apresentam inverno muito seco, como é caso do Planalto Central no Brasil, é importante acompanhar constantemente a taxa de umidade do solo. De modo geral, nesses locais, as orquídeas solicitam regas menos espaçadas, pois a evaporação ocorre em níveis muito rápidos.

Verifique os níveis de luz dentro de casa!

Certifique-se de que suas orquídeas, que estão dentro de casa ou na estufa, estão recebendo níveis adequados de luz.

Devido ao movimento do sol durante o inverno o cultivo em regiões fechadas pode perder a quantidade essencial de luz, portanto, observe com atenção o número de horas que suas orquídeas estão realmente recebendo luz. Elas precisam de pelo menos 6 a 12 horas de luz que podem ser complementadas com luz artificial.

Para quem mora do Paraná para baixo este último ponto que falamos é muito importante.

Conselho do professor Schuman sobre a água no inverno

Durante o inverno mantenha um suprimento de água próximo a sua orquídea, se você tiver uma estufa ou local específico então deixe um pouco de água ali.

Você não deve usar a água direto da torneira pois ela é geralmente 10 graus a menos do que a temperatura ambiente, isto afeta a saúde da planta e causa um choque no ciclo de suas funções diárias.

Umas dica é manter  jarros  de  água  e  um  pulverizador com água para usar durante os meses de inverno sempre próximo às orquídeas!

Leia também – Como cuidar de orquídeas